Definir um ambiente virtual (virtualenv) no Linux

Olha que organizado!!

Olha que organizado!!

Este post é inspirado no post do blog do Vinod Pandey. É quase uma tradução do que este escreveu. Para aqueles que tem uma bruta preguiça de ler posts em inglês, aí está a ajuda. Um passo muito importante para quem está começando a desenvolver em Python — como eu — é criar ambientes virtuais para que as bibliotecas instaladas não interfiram nas bibliotecas do sistema.

Como faz?

Primeiro, faça o download do virtualenv no repositório Pypi e descompacte o arquivo

cd $HOME
mkdir downloads
cd downloads
wget http://pypi.python.org/packages/source/v/virtualenv/virtualenv-1.3.3.tar.gz
tar xzf virtualenv-1.3.3.tar.gz

Crie o ambiente virtual

cd $HOME
mkdir webapps
cd webapps
python2.4 ~/downloads/virtualenv-1.3.3/virtualenv.py --no-site-packages pythonapp

Diferente do post do Pythonologia — recomendo dar uma olhada lá, ele explica muito bem o processo de criação de arquivos do seu ambiente –, nós definimos logo no começo qual versão de python que o ambiente virtual usará — algo que achei mais fácil que criar um link simbólico.

Só isso?

Pois é, meu caro. Qualquer zé roela faria melhor. 🙂

2 thoughts on “Definir um ambiente virtual (virtualenv) no Linux

  1. Pingback: Thiago Hiromi » cc1: error: unrecognized command line option “-Wno-long-double”

  2. Pingback: Tweets that mention Thiago Hiromi » Definir um ambiente virtual (virtualenv) no Linux -- Topsy.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *